O que são travas no pole dance?

O que são travas no pole dance?

Tempo de leitura: 2 minutos

Por Mércia Melo

Duas coisas muito importantes na prática do pole dance que eu gostaria de compartilhar com você e que é de uso bem comum nesse esporte.

Primeiro é o grip. Produto a se utilizar, em regra, nas mãos, para dar mais aderência e, assim, facilitar a execução dos movimentos. 

O outro são as travas. Forma de pressionar os membros ou articulações contra o pole para conseguir ficar “suspensa”/ “pendurada” na barra.

Minhas alunas sempre me perguntam sobre qual grip usar para garantir uma trava mais segura na realização dos movimentos no pole.

Minha resposta: para realizar uma trava eficaz, é necessário, em princípio, desenvolver força. Pois quanto mais fortes ficamos, mais facilmente conseguimos realizar boa parte do treino sem precisar recorrer a outros recursos para se “sustentar” na barra.

A preferência sempre vai ser pelo treino de força, pois favorece uma maior resistência e firmeza para se fazer as travas. Portanto, dedicar-se ao treino de força é mais eficaz do que recomendar grip, que, por sua vez,  poderia  se tornar uma dependência, prejudicando, inclusive, o processo de ganho de força.

Vale lembrar que existem vários tipos de travas. As mais comuns são realizadas com as articulações do joelho, quadril, cotovelo e tornozelo.

Quando se aprende novas figuras e se explora uma determinada área do corpo ainda não utilizada, essas partes tornam-se muito doloridas no início. Mas com treino e persistência, naturalmente vai se perdendo a sensibilidade desta região e adquirindo mais força e confiança na trava.

A figura abaixo, chamada Princess, revela a maneira pela qual estou realizando uma trava de joelho para sustentar meu corpo no alto da barra. 


Portanto, para realizar uma boa trava, é necessário técnica e força. Sem ela, é impossível manter-se em uma figura como essa. 

Claro que o clima, a temperatura corporal, a sudorese excessiva e outros fatores influenciam na realização de boas travas, mas com persistência e treinos de força, é possível adquirir uma melhor aderência no pole com as travas.


Não deixem de treinar! 😉

Pole dance, prática que transforma vidas!

4 Comentários


    1. Boa noite, Luciana.
      Você pode contar sempre comigo.
      Compartilhar idéias e conhecimento representa um de nossos objetivos.
      Em breve, sim, traremos novidades sobre o curso.
      Avisarei a você.
      Caso queira manter uma conversa mais dinâmica, você pode me acessar no WhatsApp (21) 97338-1878
      Estou sempre a sua disposição.

      Responder

  1. Qualquer idade pode fazer?E quanto tempo leva pra ter uma boa performance?

    Responder

    1. Olá, Érica, tudo bem?
      Obrigada por sua presença aqui!
      Sobre sua pergunta sobre qual idade seria apropriada para uma pessoa iniciar o pole, imagino que a questão fundamental seja outra. Veja: estando a pessoa bem fisicamente, e isso independe de idade, bem como desejosa para fazer, ela estaria, sim, apta para iniciar os treinamentos, mas sempre ligada de que ela é iniciante e que precisará respeitar os movimentos de seu nível para ir adquirindo força, flexibilidade e experiência para ir para os outros níveis.
      Em 06 meses, sim, com a orientação adequada e cumprindo as orientações e com regularidade nos treinamentos, vc já consegue fazer bastante coisa.
      Qualquer dúvida, pode nos escrever.
      Beijos!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.